02/04 – Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo

Hoje é o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, data em que estimulamos vestir nossos corpos e cidades com a cor azul, para dar visibilidade a uma condição que afeta 1 em cada 59 pessoas no Mundo, segundo dados de 2018. Daí eu vesti azul, mas o meu rapaz teve que usar o uniforme mesmo.⠀⠀
Dar visibilidade ao que acontece ao seu redor de forma alguma é uma maneira de pedir por uma cura, inexistente. Sabemos disso. É uma forma de chamar sua atenção para aprender mais sobre o que é e como ajudar uma pessoa dentro do Espectro. É tentar dar outros olhos para acabar as visões limitantes e preconceituosas que existem em relação as pessoas que se encontram dentro do Transtorno do Espectro Autista.É tentar fazer você descobrir que o autismo não tem cara, não tem idade, não tem cura e não é adjetivo. É tentar combater a ignorância com informação.É mostrar que são pessoas, como tantas outras, que tem qualidades e defeitos. Que comentem erros e acertos. E que na maioria das vezes vai precisar um pouco mais de paciência e boa vontade de nossa parte. Por que no fundo, todo mundo é diferente! <3#autismo #tea #espectroautista #wordautismawarenessday
#autismo #autismodiario #autismoerealidade #autismoeinclusão #autismonaoedoenca #autismonãoédoença #autismotemtratamento #autismorealidade #autismonaoeadjetivo #autismonaotemcara #entendendoautismo #transtornodoespectroautista #transtornodoespectrodoautismo #espectroautista #autista #autistas
#todomundoediferente

E teve Masterchef!

Demorei, queimei a largada, mas ontem finalmente começou o meu MasterChef Br.
Luana e Ingrid foram lá pra casa e fiz para iniciar os trabalhos, um prato só:
Bacalhau com natas e crocante de castanha do Brasil. 🙂

Não é uma receita muito trabalhosa e o preparo é rápido, acho um prato ótimo para quando você vai receber visitas e quer um prato único. Ele sozinho já dá o que falar, mas quem quiser pode complementar com um arroz branco ou de brócolis.

Semana que vem fui desafiada: vou saber com antecedência a proteína mas só irei conhecer os demais ingredientes quando elas chegarem lá em casa 2 horas antes. Já estou sofrendo de ansiedade! =D

De mais, segue a receita:

1 kg de batatas cortadas em rodelas
1 kg de bacalhau em lascas ou postas, já dessalgado
2 gemas
200g de castanha do pará picadas grossamente
400g de creme de leite fresco
2 colheres de manteiga
2 colheres de farinha de trigo
500 ml de leite integral gelado
1 maço de contro
1 maço de cebolete
2 cebolas
noz moscada a gosto
pimental do reino a gosto
sal a gosto
azeite

Preparo:

– Separe todos os ingredientes
– plPique as cebolas em brunoise (quadradinhos)
– Pique o coentro e as ceboletes e reserve
– Em uma panela escalde o bacalhau. Reserve a água;
– Na mesma água cozinhe a batata até ela ficar ao dente. Reserve para montagem;
– Derreta a manteiga e acrescente a farinha e até ela absorver toda a gordura. Continue mexendo até ficar bem dourado;
– Retire a panela do fogo e com um fouet, acrescente o leite, misturando muito bem para não empelotar e volte com panela ao fogo até engrossar;
– Depois que engrossar, diminua o fogo e sem parar de mexer acrescente as gemas e o creme de leite. Deixe no fogo até virar um creme bem espesso.
– Tempere com sal, pimenta e noz moscada ao seu gosto. Retire do fogo e reserve.
– Em uma nova panela, regue generosamente com o azeite e doure metade das cebolas.
– Refogue o bacalhau. Ao apagar o fogo, junte o coentro. Reserve em uma travessa;
– Na mesma panela, regue mais azeite e o resto da cebola, deixando dourar. Junte as castanhas picadas, e refogue. Ao apagar o fogo acerte o sal e a pimenta.

Montagem:
Em um tabuleiro untado com azeite, faça uma cama de batatas cozinhas e cobra com metade do creme. Cubra com o bacalhau e as castanhas e cubra com o restante do creme de natas.

Leve ao forno alto por cerca de 20 minutos – até gratinar – e salpique o cebolete na hora de servir.

Vou dizer que ficou muito bom!
Servi com vinho branco frutado.

My shadow’s the only one that walks beside me
My shallow heart’s the only thing that’s beating
Sometimes I wish someone out there will find me
Till then I walk alone

👩‍🍳Capeletti de massa verde, recheado com Parma com ragú de carne👩‍🍳

Então, talvez vocês ainda não saibam mais eu sou apaixonada pela cozinha, amo cozinhar, e quando entra a temporada do MasterChef Brasil, eu fico morrendo de vontade de cozinhar e de comer comidinhas gostosas, então passei a fazer um prato a cada terça, para jantar acompanhando o programa, e vou passar a receita dessa semana para vocês: Capeletti de massa verdade, recheado com presunto de parma e ragú de carne, que apesar de vários preparos não é complicado de fazer. Numa escala de 1 a 5, diria que é nível 3 de complexidade.

IMG_20180417_223613_937.jpg

 

Comece pelo ragú de carne, pois ele demora mais tempo para cozinhar. Eu usei uma peça de lagarto redondo com cerca de 1kg, bem limpo, sem gorduras aparentes.

Ragu de Carne:

1 lagarto redondo limpo
2 colheres de óleo
1 xícara de vinho tinto seco
1 cebola grande, cortada em 4 partes
2 dentes de alho, descascados
1 lata de tomate pelado
1 tomilho
1 folha de louro
1 cc de sal
pimenta do reino
água quente suficiente para cobrir a peça de carne

  • Panela de pressão
  • tábua de carne
  • dois garfos

Esquente o óleo na panela de pressão e sele todos os lados da carne.
Quando estiver bem douradinha, acrescente os demais ingredientes e deixe cozinhar na pressão por cerca de 45 minutos.
Separe a carne e bata todos os demais ingredientes no liquidificador, e volte com o molho encorpado para a panela e reserve.
Em uma tábua, usando dois garfos, desfie e carne. Ela estará bem macia, desmanchando. Junte a carne desfiada ao molho batido!

Massa:

100g de espinafre cozido
1 ¹/² xícara de farinha de trigo
1 ovo
1 fio de azeite
1 pitada de sal

  • Processador de alimentos
  • Filme plástico

Esprema bem o espinafre para retirar o excesso de água. Bata no processador até formar uma bola da massa, bem homogênea e que não grude nas mãos. Envolva no filme plástico e deixe descansar na geladeira por cerca de meia hora.

Montando o prato:

1 – Abra a massa, corte em quadrado ou com a boca do copo;
2 – Forre com um pedaço de parma;
3 – Coloque uma colher de carne;
4 – Enrole o capeletti : dobre a massa ao meio, formando um triângulo, dobre as duas pontas de baixo da massa, em direção oposta, abraçando o recheio. Eu esqueci de tirar fotos dessa etapa, mas busquei na net uma imagem que simplifica muito o entendimento, ela está logo abaixo das minhas fotinhos. Depois de montados, coloque-os em um prato com um pouco de farinha de trigo no fundo, e cubra com o pano de prato, para a massa não ressecar.

 

receita-capeletti-in-brodo-2

Fotos reprodução / DestaqueSP

Depois disso, basta cozinhar os capelettis em água fervendo com sal, até que eles subam a superfície e monte o seu prato.

Ficou uma delícia!

Um cuidado: parma é salgado, portanto cuidado com o sal na hora do ragu!

 

Bom apetite!
Depois me diga se você tentar fazer o prato e se deu certo!

Amigurumis e crochê

Só passando para avisar que eu agora tenho outra paixão na vida além de cozinhar: crochê.

`Passo horas me distraindo e ainda estou conseguindo tirar um troco com isso, que nesse momento da minha vida é muito importante. Quanto mais tempo eu conseguir ficar com o Thiago em casa, melhor.

Hoje terminei esse fofo aqui:

IMG_20180417_124214470.jpg