Coisa de mãe

A semana foi tranquila, mas o meu coração foi apertando com a chegada no final de semana. Ele foi convidado para uma festa domingo de levar/buscar. Claro, com 9 anos, essas festas são cada vez mais comum.

Mas mãe é bicho bobo, desconfiado. Ao invés de focar no positivo, “ele foi convidado”, fiquei a semana listando o que poderia dar errado, afinal a ideia dele se aborrecer e sair vagando, me deixou doente a semana toda.

Deu tudo certo. Ele não vagou. Pediu para sair cedo, uma meia hora antes do fim, mas considerei uma vitória. Ele foi, viu e venceu.

Oie! :)

Meu Deus! Tem 4 meses que eu não escrevo aqui! Fiquei chocada com a minha falta de comprometimento. Mas eu vou fazer um pequeno resumo desses meses:

  • perdi o emprego;
  • fiquei deprimida;
  • fiz 44 anos.

Isso foi o que aconteceu comigo. Nos próximos posts conto o que andou acontecendo com o meu menino azul. ❤

Dia Internacional da Síndrome de Asperger

Hoje, dia 18 de fevereiro, é o Dia Internacional da Síndrome de Asperger. 
Esse dia foi pensado para que a Síndrome tenha visibilidade pelo público geral, e as peculiaridades sejam conhecidas. A data foi escolhida pelo aniversário de nascimento de Hans Asperger, o pediatra austríaco que deu nome à síndrome.
A Síndrome de Asperger faz parte do Transtorno do Espectro Autista (T.E.A.) e afeta o modo que o indivíduo se comunica e interage com os outros, e suas características mais comuns são:
– dificuldade no relacionamento social;

– dificuldade em entender as regras não escritas;

– interpretação literal da linguagem; 

– rigidez de pensamento;

– dificuldade na empatia; 

– comportamentos rotineiros;

– hiperfoco em assuntos específicos;

– peculiaridades no discursso e liguagem; 

– hipersensibildade sensorial;

– descordenação motora;

– dificuldade na autorregulação emocional, entre outros.
Normalmente não afeta o desenvolvimento cognitivo, a maioria tem um desempenho esperado ou acima da média.
Mas o que isso quer dizer? Quer dizer que os Aspies, como são conhecidos podem parecer socialmente afastados e em alguns casos, incapazes de se comunicar; podem ter comportamentos incomuns e, às vezes, interesses específicos em que se especializa;  podem ter dificuldade em falar sobre seus próprios sentimentos ou compreender os sentimentos dos outros e linguagem corporal, tendem a evitar o contato visual e muitas vezes deixar de interagir com os outros de sua idade, por se sentirem inadequados.
Eles podem falar com pouca modulação em um tom plano e monótono. São excepcionalmente sensíveis a estímulos sensoriais – som alto, luzes fortes – um simples cinema, pode ser doloroso.
Por terem rigidez de pensamento e se sentirem confortáveis com comportamentos rotineiros, além do problema com texturas, costumam apresentar Transtorno Alimentar Seletivo – tem uma alimentação restrita, com alimentos que se sentem “seguros”. 
Sofrem, muitas vezes, com alto nível de ansiedade.
A síndrome de Asperger é mais comum do que o autismo típico. Autismo ocorre em cerca de 4 em cada 10.000 crianças e síndrome de Asperger ocorre em 20-25 por 10.000 crianças.
A causa exata da Síndrome é desconhecida mas médicos e pesquisadores acreditam ser uma combinação de variáveis genéticas e ambientais.
Muitos dizem que não há cura, e eu acredito que não há o que ser curado. Os Aspies são o que são e precisam aprender a viver em sociedade com suas características únicas, assim como todos nós.
Meu coração bate azul há 9 anos, e tenho muito orgulho dele. 💙

Manteiga derretida ou mãe só serve pra chorar! :)

Tem 3 meses que eu choro quase todo dia, escondidinha. Choro enquanto trabalho, às vezes enquanto me divirto. Choro pensando em tudo que deveria ter feito diferente pra ele, e quando projeto o quanto ele ainda vai batalhar no futuro.

Entro em sites, blogs, grupos e perfis de Facebook … vejo mães que passaram e passam pelo mesmo que eu e que me falam que “vai melhorar” e vejo outras no mesmo ponto que eu me encontro, que ama e se preocupa com o filho, sem ter a confiança que está tomando o caminho certo. Como é que elas podem me conhecer tão bem, sabendo das minhas dúvidas, dos meus medos e das minhas tristezas?

Mãe te ama, tá? E vai fazer o possível pra sua caminhada ser leve e pra que, na hora que ela estiver muito pesada, você poder contar com a gente pra dividir a carga.

 

15965573_1859941527575845_4450826581999644771_n

 

 

Doki, o meu cachorro Tazmania

Esse carinha  aí embaixo na foto, junto com o Thi, é o Doki.
Ele está aqui em casa desde março do ano passado, e passado quase um ano, eu só tenho agradecer ao nosso pequeno furacão. Sim, ele deixa a gente doido pois rouba e mastiga qualquer coisa que veja pelo chão, e sim, ele tem um problema sério com o meu sobrinho e precisa  parar de latir toda vez que ele entra aqui em casa, mas quanto bem ele fez na vida do filho.
A criança, que por seus motivos, detestava abraçar, beijar e fazer carinho, passou a ser mega carinhoso, e consegue demostrar seu afeto voluntariamente. Isso enche o meu coração de amor e minha mente de paz.
Melhor opção que fizemos até agora no tratamento do Thi, e foi totalmente sem querer, afinal ele ainda não tinha começado a ver a neuro e nem tínhamos ainda o diagnóstico, mas deixar ele se envolver com a bolinha de pelos, foi a melhor escolha que fizemos. ❤

13718760_1775885305981468_4182383463579783674_n

Fase única :)

A L’oréal me perguntou  “O que faz a fase que estou vivendo única?”

Eu realmente tenho curtido a minha idade. Tive medo de fazer 30, mas cheguei no 43 com confiança. Confiando nos novos desafios profissionais, curtindo os amigos que estão na mesma fase, e com certeza, aproveitando muito mais a minha família.

Ter passado dos 40 me deu uma nova visão de vida, e isso é que torna essa fase única. Ficar mais velha nem sempre significa envelhecer. 😉

#SouExpert #IdadeExpert e #TheInsidersBrasil

 

045330_10012017_822_header